O primeiro encontro da agenda de aniversário do Literatura Mútua na FLAEMA será a aguardada conversa com as quadrinistas maranhenses identificadas por chamada pública aberta pelo projeto em abril de 2017. O Encontro de Mulheres Quadrinistas será realizado no sábado (09/09) às 18h na Livraria e Espaço Cultural AMEI (São Luís Shopping) e apresentará o resultado da pesquisa sobre a presença feminina na cena dos quadrinhos maranhenses em conversa com as desenhistas e roteiristas Adriana Beautywitch e Gabi Sousa, a ilustradora Laísa Couto e a jornalista e pesquisadora da área Ingrid García. A mediação ficará por conta da jornalista Talita Guimarães e do professor convidado Márcio Rodrigues, doutorando em História pela UFPA/Bolsista CAPES, pesquisador de Quadrinhos e Diretor científico da coleção Estudos das Histórias em Quadrinhos/Editora Prismas.

“Esse encontro, que resulta do levantamento das mulheres quadrinistas feito pelo LM, vem atender a uma demanda por identificação das mulheres que roteirizam, desenham e pesquisam HQ’s em São Luís. O meio é aparentemente masculino porque as quadrinistas maranhenses ou residentes aqui, que existem em um número expressivo também, infelizmente tendem a ser ignoradas ou desconhecidas. Ao identificá-las e trazê-las pra roda esperamos contribuir para a visibilidade dessas artistas e para o incentivo a uma maior exposição e discussão da produção feminina na cena local”, explica a jornalista Talita Guimarães, responsável pela mediação e apresentação dos dados levantados.

“Eu adorei a ideia de reunir as mulheres que trabalham, produzem e pesquisam quadrinhos aqui em São Luís, porque essa área é bem complicada, principalmente pra meninas. Em uma área que parece ser majoritariamente masculina, é bom conhecer e divulgar os trabalhos feitos pelas meninas, afinal, a gente também se interessa por esse tema.”, afirma Ingrid Garcia, jornalista, pesquisadora e desenhista que estará presente no encontro.

Entre abril e agosto de 2017, a chamada pública recebeu 16 formulários de resposta que após um filtro para eliminar duplicidade de informações e a participação de homens cuja identidade de gênero não foi confirmada como feminina, foram identificadas 14 artistas entre maranhenses e residentes em São Luís na faixa etária dos 19 e 34 anos com produções que vão do mangá ao grafite, com e sem publicações, que roteirizam, desenham, ilustram, pesquisam e se interessam por histórias em quadrinhos na capital maranhense e fora dela. “Hoje temos mulheres produzindo fora do estado com reconhecidos trabalhos na cena nacional, como a Diane Araújo, ilustradora maranhense que vive em São Paulo e desenhou a HQ ‘Quimera’ roteirizada pela Cris Peter com arte da Ariane Rauber, por exemplo. Entre as artistas identificadas pelo levantamento que não moram mais aqui está ainda a Mônica Macedo Medeiros, que vive no Tocantins e assina como Camille, já tendo sido indicada pelo site Minas Nerds no Guia dos Quadrinhos das Minas na Internet.”, ressalta Talita.

Além das maranhenses que atuam fora do estado, o levantamento identificou que as artistas que moram e produzem em São Luís, são de variadas formações profissionais, entre designers, professoras, jornalistas, publicitárias, cientista social, babá e geógrafa.

A lista completa com nomes, perfis de criação e endereços para acessar e conhecer os trabalhos das artistas será apresentada na roda de conversa que integra a programação de aniversário do Literatura Mútua dentro da II Feira do Livro do Autor e Editor Maranhense – FLAEMA e contará ainda com encontros inéditos entre escritores e a exposição de fotografias “1 Ano de Literatura Mútua” assinada por Talissa Guimarães no Espaço AMEI, entre os dias 08 e 17 de setembro, das 10h às 22h no São Luís Shopping. A programação completa da II FLAEMA está disponível no endereço www.ameiosfl.org/programacao .

SOBRE LM – Projeto literário sem fins lucrativos, idealizado pela escritora e jornalista maranhense Talita Guimarães, que reúne escritores contemporâneos publicados ou não, em rodas de conversa mensais sobre experiências de leitura e escrita desde agosto de 2016 em São Luís. Em doze meses, o Literatura Mútua realizou 30 edições com 22 escritores em rodas de conversa distribuídas por 05 espaços parceiros: Galeria Trapiche, Feira do Livro de São Luís, Biblioteca Municipal do Bairro de Fátima, Centro de Ensino São Cristóvão e Livraria e Espaço Cultural AMEI.

MEDIADORES:

TALITA GUIMARÃES – Nasceu em São Luís-MA (1989), é jornalista, escritora e assistente de direção da série O dia em que nos tornamos terroristas, exibida toda sexta-feira às 4h na TV Cultura. Autora de Recorte! (2015) e Vila Tulipa (2007), agraciado com Prêmio Odylo Costa, Filho no XXX Concurso Literário e Artístico Cidade de São Luís em 2006. Edita o site Ensaios em Foco (www.ensaiosemfoco.com), escreve e ilustra crônicas às quintas-feiras para o Armazém de Cultura (www.armazemdecultura.com) e desenvolve projetos para Cinema e TV Pública em São Luís-MA, onde reside.

MÁRCIO RODRIGUES – Doutorando em História pela UFPA/Bolsista CAPES, pesquisador de Quadrinhos e Diretor científico da coleção Estudos das Histórias em Quadrinhos/Editora Prismas.

ARTISTAS PRESENTES NO ENCONTRO:

ADRIANA BEAUTYWITCH – Maranhense (1983) é professora, desenhista e roteirista. Com uma produção que passeia entre Shonen e Shoujo, seus mangás se interessam por ficção científica e ocultismo. Responsável pela publicação da revista em quadrinhos Shadows, com circulação em ambiente escolar, Adriana colaborou para a edição da Otaku World, primeira revista voltada para o mundo Otaku em São Luís, e Tanuki Estúdio, que circulou na UFMA entre 2006 e 2008. Entre suas influências destacam-se Masakazu Katsura, Tolkien, Lobato, Togashi e Miyazaki.

INGRID GARCIA – Natural de São Luís-MA (1995), é jornalista e desenhista. Pesquisadora da área de comunicação interessada em Histórias em Quadrinhos.

GABI SOUSA – Natural de São Luís (1989) é designer, desenhista e roteirista. Seus gêneros preferidos são ficção científica, ação e romance com interesse por interações entre mangá e histórias em quadrinhos e o impacto de movimentos sociais nas HQ’s. Entre suas principais influências estão Alan Moore, Dave Gibbons, Hiroya Oku e Hiroaki Samura.

LAÍSA COUTO – Natural de São Luís (1987), é graduada em Design de Moda, especialista em Artes Visuais e estudante de Arquitetura e Urbanismo. Teve seu primeiro romance de fantasia, Lagoena – O Portal dos Desejos, publicado em 2014 pela Editora Draco, bem como os contos Clair de Lune e O inverno das rosas. Foi colunista do site Leitor Cabuloso e Escolhendo Livros. É clubista e fotógrafa no Clube do Livro Maranhão. Atualmente reúne poesias quebradas na coletânea Estrela Morta ao Amanhecer no Wattpad, além de outras histórias com finais perdidos. E publica suas ilustrações no perfil instagram.com/ceudenanquim.