A primeira edição da temporada 2017 do projeto mediado por Talita Guimarães trará encontro com a literatura fantástica da escritora maranhense Laísa Couto nesta quarta (18), às 19h30 na Galeria Trapiche.

Abrindo a temporada 2017, o projeto Literatura Mútua promove nesta quarta-feira (18/01) uma roda de conversa com a escritora maranhense Laísa Couto, autora do romance Lagoena (Editora Draco, 2014) comentando experiências de leitura e escrita a partir das 19h30, na Galeria Trapiche (Praia Grande, em frente ao Terminal de Integração).  A entrada é gratuita e a mediação é da jornalista Talita Guimarães.


“A ideia é promover encontros em que autores comentem como a leitura atravessa suas percepções humanas e influencia em seus trabalhos. Assim, eles compartilham quais livros foram marcantes em suas trajetórias, leem seus trechos preferidos, trocam indicações de leitura com o público e incentivam o hábito de ler. Além, é claro, de falarem sobre seus trabalhos como criadores.”, explica Talita.

Durante a conversa, o público pode interagir com perguntas e comentários, além de adquirir os livros dos convidados. Nesta edição, a autora Laísa Couto levará ilustrações inéditas e rascunhos sobre o universo fantástico de Lagoena para exposição.

“Eu fiquei muito lisonjeada pelo convite, muito mesmo. Infelizmente só pude acompanhar a repercussão do Literatura Mútua pelas redes sociais durante 2016, consegui uma brechinha na Feira do Livro e vi um projeto lindo e cheio de vida pelas mãos da Talita Guimarães. Desejo vida próspera para o Literatura Mútua e que ele consiga conquistar mais e mais leitores dando voz aos nossos autores locais”, afirma Laísa, autora ainda dos contos Clair de Lune e O inverno das rosas e da coletânea de poesias Estrela Morta ao Amanhecer.

“A Galeria Trapiche, enquanto equipamento cultural municipal, está aberta e interessada em projetos dessa natureza, que estimulam o diálogo não somente com as artes visuais, nosso campo de atuação, mas também com outras linguagem artísticas, e essa transversalidade de linguagens inclusive que a literatura possibilita dentro do lúdico e da imaginação, estimula também a criação de trabalhos nas artes visuais. Além também de ser um projeto espontâneo de novos talentos da cidade”, afirma Camila Grimaldi, Coordenadora da Galeria Trapiche.

LITERATURA MÚTUA – Projeto literário sem fins lucrativos, idealizado pela escritora e jornalista Talita Guimarães, que visa reunir escritores contemporâneos publicados ou não, em rodas de conversa mensais sobre experiências de leitura e escrita. Em 2016, o Literatura Mútua promoveu onze edições entre agosto e dezembro. Além de cinco encontros mensais na Galeria Trapiche, o projeto realizou uma maratona durante a décima edição da Feira do Livro de São Luís – FeliS com rodas de conversa diárias com autores no Espaço da Juventude, entre os dias 07 e 12 de novembro.

Já compartilharam suas experiências com o projeto o poeta Felipe Castro (MA), a romancista Sabryna Mendes (MA), o cronista Jônatas (MA), a dramaturga Júlia Emília (MA), o fenômeno literário Thalita Rebouças (RJ), o expoente da Literatura Marginal Ferréz (SP), a jovem Duda Veloso (MA), o dramaturgo Igor Nascimento (MA), o cronista Gustavo Lacombe (RJ), o jornalista Zema Ribeiro (MA) e a poetisa Manu Marques Barbosa (MA).

A programação 2017 do projeto prevê edições entre janeiro e dezembro com 15 autores convidados, entre poetas, romancistas, cordelistas, documentaristas e dramaturgos. A saber: Laísa Couto (MA), Elizeu Cardoso (MA), Dyl Pires (MA), Thayná Rosa (MA) , Beto Scanssete (MA), Déa Alhadeff (MA), Fernando Abreu (MA), Jorgeana Braga (MA), Bruno Azevêdo (MA), Frederick Brandão (MA), Sharlene Serra (MA), Rose Panet (PB), Júnior Lobo (MA), Aurora da Graça (MA) e Igor Nascimento (MA).

TALITA GUIMARÃESNasceu em São Luís-MA (1989), é jornalista e escritora. Autora de Recorte! (2015) e Vila Tulipa (2007), agraciado com Prêmio Odylo Costa, Filho no XXX Concurso Literário e Artístico Cidade de São Luís em 2006. Edita o Ensaios em Foco (www.ensaiosemfoco.com), escreve e ilustra crônicas às quintas-feiras para o Armazém de Cultura (www.armazemdecultura.wordpress.com.br) e desenvolve projetos para Cinema e TV Pública em São Luís-MA, onde reside.

LAÍSA COUTO – Laísa é graduada em Design de Moda, especialista em Artes Visuais, estudante de Arquitetura e Urbanismo, teve seu primeiro romance de fantasia, Lagoena – O Portal dos Desejos, publicado em 2014 pela Editora Draco, bem como os contos Clair de Lune e O inverno das rosas.  Foi colunista do site Leitor Cabuloso e Escolhendo Livros. É clubista e fotógrafa no Clube do Livro Maranhão. Atualmente reúne poesias quebradas na coletânea Estrela Morta ao Amanhecer no Wattapad, além de outras histórias com finais perdidos.