Às porções mais comoventes de dias vividos entre 2010 e 2014, chamei “recortes” e registrei à mão em dois cadernos que em 2016 ganham uma edição especial no livro Recorte! (Pod Editora). Tratam-se de breves narrativas, crônicas, contos e poemas frutos da afeição por tudo o que é singelo e embora brote da realidade, habita o terreno do sonho e da poesia quando enxergado através de um olhar amoroso pelo mundo.
 
A fim de aquecer os tambores para a chegada do livro em abril, o blog amigo Armazém de Cultura dá a largada na contagem regressiva publicando todas as quintas-feiras, a partir de hoje (11/02), uma safra de recortes inéditos especialmente selecionados e ilustrados para a coluna homônima ao livro. 
 
A ideia é compartilhar um pouco do espírito dos textos que compõem Recorte!, convidando desde já para o cultivo de um olhar de afeto pelo mundo.
 
Assim, é com grande alegria que convido todos os leitores a acompanharem a coluna Recorte! no Armazém de Cultura
 
O texto de abertura reflete sobre “O Homem das flores”. E já dá para ler clicando aqui. 😉